Festa Carnaval para as Crianças

11002839_10203846795310706_1902429407_o
Vários foram os disfarces que marcaram mais um carnaval em Santa Catarina. Catorze de Fevereiro, foi dia de mascarar e ir até à Casa do Povo de Santa Catarina, para comemorar o Carnaval na festa organizada pelos Jovens Sem Fronteiras. Num desfile que deu direito a prémios, as crianças, puderam mostrar a todos, a sua máscara. A todos os que participaram e levaram as crianças, muito obrigada!

Escrita por
Cristiana Brito
JSF Santa Catarina

Mini Encontro Regional Sul

Wp_20150207_007_2

“As chaves da missão” foi o tema que os grupos JSF da Benedita, Foz do Arelho e Peniche se interpelaram no Encontro Regional da Região Sul que aconteceu no passado dia 7 de Fevereiro de 2015 na paróquia da Benedita.
Iniciamos o nosso Encontro com a melhor chave que o cristão pode ter – a oração. Nesta oração o padre Miguel levou-nos a refletir sobre a importância de rezarmos ao Pai e sobre algumas responsabilidades que deveremos ter enquanto cristãos.
Depois de uma dinâmica que serviu para quebrar o gelo entre todos, foi dado início ao primeiro tema da tarde “Eu e Jesus – a Chave”. Neste tema, orientado pelo Pedro Mateus, falamos sobre o que é a base da oração e o que nos define enquanto católicos – a nossa relação com Jesus. Deu-se lugar a várias partilhas o que originou um pequeno debate sobre o que é a oração e como podemos rezar. De seguida, fomos divididos por grupos. Cada grupo analisou uma pequena história diferente sobre a oração que depois teve de a apresentar.
No segundo grande tema da tarde “ (Um)a Missão “ , a Raquel Carreira e a Margarida Catarino despertaram-nos para os temas do desenvolvimento e da cooperação falando também um pouco do papel da Solsef e das ONGD no geral. Este tema, preparado pela equipa Sul da Solsef, tinha como objetivo alertar para as desigualdades que existem no mundo. Fomos novamente divididos por grupos. Desta vez a missão de cada grupo seria fazer um cartaz de sensibilização para o combate à pobreza. O principal objetivo desta atividade foi levar-nos a pensar na injusta desigualdade na distribuição de recursos. Este tópico foi o motor de arranque para a continuação da apresentação deste tema, em que a Raquel nos alertou para a profunda diferença entre países ricos e pobres e nos informou sobre o que é que se tem estado a fazer para combater este drama salientando o papel dos ODM.
Seguiu-se a eucaristia presidida pelo padre Miguel, na bonita Igreja da Benedita.
Depois do nosso jantar partilhado ainda houve espaço para debatermos mais um tema “O papel do cristão no mundo”. Aqui todos fomos interpelados para tentarmos procurar o nosso lugar no mundo. O cristão vive em comunidade, é interdependente. Tudo aquilo que fazemos tem uma consequência direta ou indireta no mundo. Para terminarmos esta reflexão fizemos uma pequena dinâmica em que à luz da frase “Qual o papel do cristão no mundo?” meditamos em algumas palavras ou frases que originaram partilhas entre o grupo muito enriquecedoras.
Terminou assim o Encontro Regional da Região Sul, um encontro marcado pela alegria e boa-disposição, de convívio fraterno nesta família JSF. Entre os temas abordados que nos rasgaram horizontes e nos fizeram crescer enquanto cristãos, tivemos a oportunidade de fortalecer laços entre grupos, e de ir ao encontro do Outro de o escutar, conversar, partilhar aquilo que somos. Enfim, viver um pouco o Amor cristão.
Com certeza todos ficaram mais preenchidos da essência de ser JSF e das chaves que temos ao nosso dispor para a nossa missão de levar Jesus a todos os lugares. Venham mais Encontros!

Juliana Gerardo
JSF Benedita

Retiros de Quaresma 2015

Um retiro, mais do que um refúgio, convida-nos à solidão e ao encontro direto com Deus, com os seus projetos e planos para o mundo. Este encontro significa o afastamento da nossa vida normal, permitindo um maior recolhimento à oração e meditação pessoal. Mas o encontro a sós com Deus depende de nós, da nossa vontade, do nosso silêncio ou do nosso “excesso de barulho”… E não devemos ter medo do silêncio!
Encorajamos todos os JSF com alguma caminhada e com mais de um retiro feito a não terem medo de “mergulhar” em águas mais profundas e a participarem num retiro de silêncio. Foi justamente nesse momento de paz que o Senhor mostrou aos discípulos o que eles deveriam anunciar. De (re)lembrar que é na oração que Jesus encontra a sua fonte da ação. Que seja possível a todos os Jovens Sem Fronteiras a alegria dessa descoberta.

Inscreve-te no retiro em que queres participar e avisa o teu animador:

Região Centro
Inscrição: Freixianda: 27-1 de março
Região Sul | Silêncio
Inscrição: Torre da Aguilha: 27-1 de março
Região Douro
Inscrição: Lamego: 6-8 de março
Região Sul
Inscrição: Algarve/Santa Catarina: 6-8 de março
Região Minho/Douro | Silêncio
Inscrição: Silva: 13-15 de março
Região Sul
Inscrição: Cristo Rei: 13-15 de março
Região Minho
Inscrição: Silva: 20-22 de março
Região Douro
Inscrição: Ermesinde: 20-22 de março

lll Encontro InterRegional - Douro/Minho - Lordelo

Dsc_5624

No passado dia 31 de Janeiro de 2015, mais de 80 Jovens Sem Fronteiras reuniram-se em Lordelo para o lll Encontro InterRegional das regiões Douro e Minho. O tema escolhido para o encontro foi “A Chave para a Missão”que permitiu aproximar-nos de Deus através da oração e da partilha de experiências missionárias cá e além-fronteiras.

Começamos o encontro às 9h30 com uma dinâmica de apresentação, seguida da oração inicial, preparada pela Região Minho, onde consideramos que o Amor pode ser, nos dias de hoje, a chave para abrir muitas portas da Missão. O resto da manhã foi igualmente dedicado ao tema do encontro, através do testemunho da Rita Coelho, como missionária por um ano em Itoculo-Moçambique e do João Paulo, seminarista no Pinheiro Manso, falando-nos da vida consagrada, a forma como ele a assumiu, as dificuldades que lhe foram apresentadas e a forma como a vive no seu dia-a-dia.

Da parte da tarde, tivemos a presença da Solsef que nos apresentou o tema “Desigualdade de oportunidades”. De forma dinâmica, cinco grupos debateram e partilharam temas como o analfabetismo, o racismo, a desigualdade entre sexos, a fome e a pobreza na Guiné. Depois disto, seguiram-se as dinâmicas por grupos de campo pela cidade de Lordelo. O lar de idosos Albano Amaral, a ponte Romana, a Torre dos Alcoforados e os Moinhos foram os pontos escolhidos para a partilha de conhecimentos históricos, de alegria com os mais debilitados e de oração com todos. Por fim, tivemos, pelas 17h, a nossa Celebração Eucarística com toda a comunidade, presidida pelo Padre Pedro e auxiliada pelo Padre Hugo e Padre Rui, Pároco de Lordelo.

Desta forma, terminamos este encontro com a sensação que muitas são as chaves que podem abrir a nossa vida para a missão, basta estarmos dispostos a confiar em Deus, acreditar na Sua Palavra e, naquilo que ele nos pode apresentar do outro lado da porta.

Marta Silva
JSF Lordelo

1º ENCONTRO DE FORMAÇÃO PARA A PONTE 2015 – PARÓQUIA DE QUEIMADOS (RIO DE JANEIRO)

Grupo ponte 2015

Jovens alegres e com espírito missionário reuniram-se na Paróquia de Nossa Senhora da Fé do Monte Abraão para o primeiro encontro de preparação para a Ponte 2015. Somos 8 jovens vindos de várias dioceses do país: Braga (Pe. Hugo Ventura – espiritano), Porto (João Paulo Freitas – espiritano), Lamego (Luís Azevedo – Vila da Ponte), Algarve (Adriana Gonçalves e Adriana Cavaco – São Brás de Alportel), Leiria-Fátima (Jessica Sousa – Santa Eufémia), Setúbal (Marlene Veríssimo – Barreiro), Lisboa (Elisabete Ferreira – Monte Abraão). Somos jovens com caminhadas de fé diferentes mas que se juntaram para o mesmo projecto missionário: Ponte 2015 – Paróquia de Nossa Senhora da Conceição dos Queimados, Rio de Janeiro). Foi um fim-de-semana (23-25 de Janeiro) marcado pela oração, formação, partilha, convívio… preparando-nos, assim, para nos pormos a mexer para uma experiência missionária.

Somos Cristãos! Este é o nosso DNA que nos leva a participar neste projeto missionário, em que nos unimos para fazer, ser e construir Ponte com uma comunidade cristã que tem a mesma fé em Jesus Cristo, embora com ritmos diferentes. Somos Missionários! Ser baptizado = ser Missionário! A nossa fé experiência de fé – de alguém que se deixou encontrar por Cristo – nos leva a partir, durante o mês de Agosto, ao encontro das pessoas que acreditam em Jesus, para que juntos possamos aprofundar a nossa fé. É claro que poderíamos fazer o mesmo trabalho/a mesma experiência aqui; mas, partir, obriga-nos a sair da nossa comodidade e do nosso bem-estar para vivermos a alegria do Evangelho, tal como nos convida o nosso Papa Francisco.

Fortes! Chegamos a este nosso primeiro encontro com o entusiasmo de partir. Mas chegamos com várias questões: Para onde? Fazer o quê? Quando? Que perspectivas?…. Tantas perguntas… Quando chegou o fim deste encontro, saímos mais fortalecidos e com mais vontade de partir, comprometendo-nos, ainda mais, neste projeto da Ponte. A presença da Ir. Glória, espiritana, no Sábado à tarde, incentivou para que a nossa missão não fosse encarada como um simples facto de ir levar algo a alguém; mas de levarmos a nós mesmos a partir da nossa experiência de fé, de alguém que se deixou-se “enamorar” por Cristo, tal como aconteceu com a Samaritana. Então o grande desafio deixado por esta irmã foi: que a nossa missão, enquanto jovens, é de levar um testemunho de alguém que fez a experiência de Cristo na sua vida. Joca e a sua esposa partilharam connosco a importância dos leigos na vida e na missão da Igreja. A nossa presença enriquece e dinamiza a Igreja: partir em missão não é fazer uma propaganda mas sermos missionários. Um mandato que nos é exigido desde o dia do nosso Batismo. A partir do nosso Batismo, tornarmo-nos fortes porque celebramos, servimos e anunciamos ao mundo a beleza de alguém que se deixou encontrar com Cristo.

Sábado à noite contamos com a presença de duas pessoas a representar a ponte de 2014 e o presidente da Solsef, Rui Branco. Um momento de formação, em que fomos confrontados com a essência da SOLSEF neste projecto de voluntariado de curta duração. Foi um momento de formação e testemunho do que é ser missionário “lá fora e cá dentro” de Portugal. Testemunho de como é construir um projecto ponte, uma ponte de ligação entre os povos, uma ponte de ligação entre JSF e SOLSEF e uma ponte que cada pontista deve construir para si e para os outros. Ficou o desafio de levarmos até à Paróquia de Nossa Senhora da Conceição dos Queimados a responsabilidade de representar não só a nossa paróquia, a nossa diocese, o movimento JSF e a ONGD que faz o sol nascer para todos. Uma das mensagens mais importantes que poderia ficar deste momento de formação foi: “Oferecerás simplesmente o testemunho de tua fé, de tua esperança e de teu amor” Dom Erwin Kräutler, Bispo do Xingu, sobre o que é ser missionário.

Resumindo este nosso primeiro encontro podemos dizer que fazer ponte não é pregar a nós mesmos, mas ao Senhor pelo nosso testemunho de vida.

João Paulo Freitas e Marlene Veríssimo

Páscoa Missionária 2015

Queres viver uma Semana Santa diferente??

Vê o vídeo e vê o que o P.Tiago tem para te dizer !!

Inscreve-te já no site, faz download da ficha de inscrição e entrega-a ao teu animador!

Retiro de Advento Algarve

10841141_10203477505198684_152606189_n (2)

No passado fim-de-semana (19,20 e 21 de Dezembro) os grupos dos Jovens Sem Fronteiras de São Brás de Alportel e Santa Catarina da Fonte do Bispo reuniram-se na casa paroquial de Santa Catarina, para um retiro de advento organizado pelos animadores de ambos os grupos. O tema deste retiro foi: “Guiados por Cristo para renascer na Fé” e este iniciou-se na noite de sexta com uma oração que nos permitiu refletir sobre a partilha com algumas questões chave: “Será que partilhamos o que temos com quem é mais importante para nós? Será que nos lembramos de Deus na hora de partilhar? Será que partilhamos o que temos ou só partilhamos os nossos restos? Será que partilhamos de coração?”.
Já no sábado iniciámos o dia com uma oração sobre a Fé, onde Jesus já não nos falava por parábolas, mas de forma clara e direta. Refletimos com as questões: “Quem é Jesus para nós? Quais as nossas dificuldades e desafios de falar de Jesus aos que nos rodeiam?”.
De seguida, partimos para a primeira palestra, apresentada pela Verónica Rodrigues com o tema “Como o anjo anunciou a Maria, anunciamos nós aos outros”. Aqui, foi-nos recordada a história da vinda do anjo Gabriel e falámos do “Anunciar Cristo aos outros”, “Como e onde anunciá-Lo” e “Perder o medo de O anunciar”. Para isso, fomos divididos em dois grupos e desafiados a demonstrar, através de um pequeno teatro, como podemos anunciar a Cristo na catequese, na escola, aos amigos e familiares e aos desconhecidos.
A tarde iniciou-se com o Ricardo Peres a apresentar o seu tema, “Caminhando em direção aos outros”, identificando: “Quem é o outro? Como podemos caminhar para o outro? Onde o podemos encontrar?”. Com isto, concluímos que este outro que se falou é qualquer pessoa que nos rodeia, desde os mais pobres, os mais distantes, a nossa família, os nossos amigos, não devendo esquecer ninguém. Ainda chegámos à conclusão que a melhor forma de caminhar é de coração aberto, pois Jesus disse-nos: “Amai-vos uns aos outros como eu vos amei” sendo este princípio que devemos seguir.
E que melhor forma de progredir no retiro, depois desta apresentação, do que visitar o Lar? Foi isso que fizemos. Com sorrisos na cara e muita alegria no coração, fomos visitar e animar os utentes do lar de Santa Catarina que, após o seu lanche, voltaram para as suas salas de estar para nos ouvir cantar músicas cristãs e natalícias.
Depois foi hora de regressar a casa e ouvir o Ricardo Martins falar-nos de como é nascer e crescer na Fé, tendo ele, partilhado um vídeo de testemunho de um famoso que encontrou Cristo, depois de querer provar que Ele não existia. Seguidamente apresentou-nos um quadro com várias fases da vida, identificando a sua relação com o crescimento humano e o crescimento na Fé. Com esta palestra, debatemos sobre quando cada um de nós nasceu na Fé e como crescemos ao longo do tempo.
Antes de jantar, houve tempo para um momento mais lúdico de forma a unir um pouco o grupo, fazendo um jogo com base no advento. Após o jantar marcámos presença na festa de Natal da catequese. À vinda assistimos ao filme “God’s Not Dead” (Deus não está morto) que conta a história de um jovem cristão desafiado a provar aos seus colegas de turma e ao seu professor que se dizia Ateu, que Deus não está morto, pondo em risco o seu percurso académico. O resultado desta ação é fascinante e a coragem com que ele enfrenta o professor é fenomenal. Este filme alerta-nos para não termos medo de demonstrar a paixão por Cristo nem de falar d’Ele aos outros pois, tal como se ouviu muitas vezes no filme: “God is good” (Deus é bom).
Acabámos a noite com mais uma oração, desta vez para reavivar a importância de não nos afastarmos de Deus, para O ter nos nossos corações em vez de nos trancarmos e isolarmos d’Ele.
Para finalizar o retiro, na manhã de domingo, foi a vez da Ana Martins nos falar da “Alegria de ser Cristão” onde, em forma de resumo das outras palestras, nos expôs três modelos para seguir Cristo com base nas figuras que adoraram o menino Jesus no seu nascimento: Os 3 Reis Magos, os Pastores e os Anjos. Ainda nos relembrou que a Igreja somos todos nós e alertou-nos para a importância dos nossos exemplos e do nosso testemunho na nossa comunidade. Afinal só se é verdadeiramente Cristão quando se vive com Alegria.
Finalizámos o retiro com a participação na Eucaristia com a responsabilidade da animação musical.
Foi um fim-de-semana que serviu para crescermos na Fé e fortalecermos a nossa Igreja, onde relembrámos a importância da partilha e a alegria de ser Cristão.

Escrito por:
Cristiana Brito
JSF Santa Catarina

Ceia de Natal Algarve

10884890_10203477497158483_703228459_n

Os grupos de Jovens Sem Fronteiras do Algarve, juntaram-se na passada Sexta- Feira, dia 19, para mais uma ceia de Natal. Tivemos presente na mesma, o Coordenador Nacional do Movimento, o Padre Miguel Ribeiro.
Todos juntos partilhamos este Espírito de Natal, partilhado histórias, risos, sorrisos com um enorme carinho e alegria. Depois da barriga cheia, ainda houve tempo para a animação musical através de músicas de Natal e outras.
No final da noite, dirigimo-nos até à Igreja para iniciarmos o nosso retiro de Advento, através da Oração da Noite, que tinha como tema a Partilha.

Escrito por
Cristiana Brito e Verónica Rodrigues
JSF Santa Catarina

Mensagem de Natal 2014 da Coordenação Nacional

O Natal é a festa da paz, do amor, da fraternidade, da família e claro da Alegria…

Assim , nesta época tão especial, onde celebramos o nascimento de Jesus, a Coordenação Nacional tem uma mensagem para ti!

Que neste Natal, consigamos abrir os nossos corações e reconhecer Jesus dentro dele!

Feliz Natal!

21º aniversário do grupo JSF do Fárrio

Sam_1616 (fileminimizer)

Há 21 anos os Jovens da Ribeira do Fárrio (região Centro) disse o seu sim ao movimento missionário Jovens Sem Fronteiras e, a partir desse dia, caminharam juntos pela missão e ofereceram os seus talentos e testemunhos à paróquia que os viu nascer.
Este aniversário foi festejado durante dois dias com o lema “Dá-te mais na Família”. No dia 7 de dezembro, o grupo realizou uma oração onde Jovens e comunidade refletiram sobre a importância do testemunho da família cristã, escreveram de que forma podem ser testemunho de felicidade e amor em Deus e pregaram-no à Bandeira do movimento, mostrando que o grupo e a comunidade formam uma família unida.
No dia 8 de dezembro, a Eucaristia presidida pelo Padre Tony Neves e pelo Padre David Barreirinhas juntou antigos elementos do grupo, amigos, família Jovens Sem Fronteiras de toda a região para comemorarem mais um ano de existência. A festa terminou com um almoço partilhado e muito convívio.

ENCA'14

Enca

Barcelos foi, de 21 a 23 de Novembro, a cidade que acolheu 65 Jovens Sem Fronteiras durante a realização do Encontro Nacional de Coordenadores e Animadores (ENCA) de 2014 com o tema “Abre o coração, Forma-te no Senhor”.

Na sexta-feira, houve apenas tempo para breves considerações e o término da oração da noite, que havia sido iniciada ainda antes do início do Encontro. Do despertar no dia seguinte, surge um novo momento orante para, de seguida, se passar à apresentação do Tema I: Formação básica para Animadores, Secretários e Tesoureiros. A Eucaristia assinalou o final da manhã. À tarde um novo tema no horizonte: A reunião JSF. Tendo como base alguns aspectos que são inerentes às actividades realizadas em grupo, os desafios da actividade seguinte (Geocashing) visavam apelar à capacidade dos elementos se unirem perante as dificuldades. O tema III: A oração, fechou a tarde. Aqui, algumas noções sobre como, no silêncio, encontrar e falar com Deus, invocando o Espírito Santo. Para a noite, estava reservado um período de avaliação (profunda) sobre o Movimento. Para o último dia estava guardado o tema Família Espiritana, as nossas raízes. Foi ainda revelado o Plano de Atividades 2014/2015. Antes do momento alto do dia (a Eucaristia) houve ainda uma breve apresentação, protagonizada pela Inês Souta, sobre os projectos da Solsef.

No final, regressamos às nossas casas e paróquias certamente mais enriquecidos e melhor dotados de capacidades de liderança, que colocaremos ao serviço dos nossos grupos e das nossas Comunidades.

Ricardo Lopes, JSF Carvalhal
(Em anexo a reportagem completa do nosso ENCA)

JSF no Fórum Ecuménico Jovem

Untitled-1

Em Coimbra, no passado dia 15 de novembro, realizou-se a XVI edição do FEJ (Fórum Ecuménico Jovem), com a organização dos Departamentos Juvenis das Igrejas Católica, Lusitana, Metodista e Presbiteriana, com o apoio do SDPJ Coimbra e dos Dehonianos.
Sob o tema “Para tudo há um momento e um tempo”(Ecl 3,1-8), cerca de 300 jovens provindos de várias cidades portuguesas, rumaram até ao Seminário Dehoniano e deram o seu tempo para estar com outros cristãos e aprender a usar esse tempo para estar com Deus, tal como mencionou o Pe. João Paulo Vaz, na sua abordagem bíblica sobre o tema do FEJ.
Durante este fórum, houve espaço para partilha, nos diferentes grupos de trabalho, para a animação, para a oração e também para workshops, em que o objetivo era refletir sobre a forma como vivemos o tempo. E foi, nessa tarde, que os Jovens Sem Fronteiras entraram em ação.
Convidados a dar um workshop sobre “tempo para a Missão”, estivemos uma hora com um grupo de jovens a falar sobre o que é ser Jovem Sem Fronteira, a razão de querermos ser missionários, tanto dentro como fora de Portugal, qual o nosso papel na paróquia, na região e no movimento, e do “poder” que temos em usar a camisola de Cristo.
Foi uma tarde desafiante, onde os nossos testemunhos levaram a muitas perguntas de alguns jovens, que ficaram com imensa curiosidade em saber mais.
Antes do FEJ terminar ainda houve a celebração final. Através da metáfora dos cinco feijões, fomos enviamos em Missão para as nossas paróquias desafiados a refletir sobre que Deus nos dá vários tempos e nós só temos que nos deixar levar pelo amor a Ele.

ENCA'14 - Inscrições

Há um fim-de-semana muito especial este mês (21,22 e 23 de Novembro) que não vais querer perder.
Vê o vídeo e descobre do que estamos a falar:

Agora que viste o vídeo, não fiques parado e começa a fazer as malas.
Para que nada te falte, aqui ficam algumas informações:

• Como vais para Barcelos? – Não te preocupes, temos um autocarro vindo diretamente da Região Sul, que vai passar pelas outras duas regiões (Centro e Douro).
Horário:
   18h30 – Gare do Oriente
   20h00 – Fátima
   22h00 – Campanhã
• Preço – 25€ (tentem levar trocado)
• Necessário levar saco-cama e toalha de banho

As inscrições estão abertas, inscreve-te já!

As inscrições devem ser feitas no nosso site até ao dia 16 de Novembro, da seguinte forma:
Inscrição pela Região Minho
Inscrição pela Região Douro
Inscrição pela Região Centro
Inscrição pela Região Sul

P’la Coordenação Nacional

Avanca | Dia Missionário

Avanca

O dia 1 de Novembro, dia de Todos os Santos, foi também motivo para um Dia Missionário em Avanca, promovido pelo grupo local de Jovens Sem Fronteiras juntamente com a Coordenação Douro.

Durante este dia foram realizados vários workshops (“Dar música à missão”, “Mudar o mundo”, “Missão” e “Jovens na Igreja”) nas catequeses do 10º, 11º e 12º ano, com o objetivo de divulgar o movimento JSF, bem como cativar futuros jovens para o grupo JSF de Avanca.

Para interligar estas visitas foi realizada uma visita à Casa-Museu Egas Moniz, que nos deu a conhecer a vida e obra do Professor Egas Moniz, o único Prémio Nobel da Medicina de Portugal.

Para culminar este encontro, estivemos reunidos com a restante comunidade na Eucaristia, presidida pelo Padre Pedro. Nessa altura, na acção de graças houve ainda oportunidade para a passagem da vela do grupo JSF de Avanca para os JSF de Santo Ovídio, mantendo viva a chama de Cristo na Região Douro.

Por fim, resta fazer um agradecimento a toda a comunidade e ao Padre José Henriques, Reitor de Avanca, pela recepção e hospitalidade.

XXVI Encontro Nacional JSF - Tires-Cascais

Nacional14

“Abre o coração… Alegra-te no Senhor” foi o tema de mais um Encontro Nacional dos Jovens Sem Fronteiras (JSF), realizado na paróquia de Tires, em Cascais, de 3 a 5 de outubro. Foram inúmeros os jovens oriundos de todas as partes do país que rumaram a Tires para (re)encontrar companheiros de Semanas e Pontes Missionárias, ansiando por muitos momentos de oração, formação e convívio.
Recebidos de forma calorosa, com a chama e a luz do Senhor para nos iluminar, enchemo-nos de coragem e confiança para abrir o coração ao Senhor. Apesar da hora tardia, demos continuidade à oração da noite que já havia sido iniciada no caminho, fazendo-nos refletir sobre a nossa disponibilidade e entrega face aos desafios de Deus.
O sábado começou também com um momento de oração, que nos fez viajar até à Guiné-Bissau, país onde foi realizado o projeto Ponte deste ano, e reconhecer na simplicidade e alegria das crianças o amor de Deus, despertando em todos a vontade de doar o seu coração com a mesma intensidade e inocência de uma criança. Seguiu-se a abertura oficial deste encontro com a presença da Dra. Ana Paula Reis, representante da Câmara Municipal de Cascais, do Pároco de Tires, o Pe. Manuel Magalhães, e das duas primeiras animadoras do grupo JSF Tires, Isabel Silva e Isabel Ferreira. Com palavras motivadoras, todos apelaram aos jovens presentes para continuarem o seu trabalho missionário, mantendo o seu coração aberto para dar sempre um “sim” diário a todos os que encontram no seu caminho.
Desafiados pelo Pe. Hugo Ventura a sentir o bater do nosso coração, fomos convidados a refletir sobre as palavras do Papa Francisco, realçando-se que a alegria do Evangelho enche o coração e a vida inteira daqueles que se encontram com Jesus. Foi, neste sentido, que todos fomos incentivados a renovar o nosso encontro pessoal com Jesus Cristo, abrindo o nosso coração a Deus e à oração, que deve ser a raiz de tudo o que fazemos. Recorrendo ao velho ditado “Quem não arrisca, não petisca”, o Pe. Hugo desafiou-nos a ter disponibilidade para parar, olhar para Deus, ouvi-Lo e caminhar com Ele, afirmando que a oração tem de ser a grande marca dos JSF.
Ouvidos os testemunhos dos jovens que, no Verão, deram o seu tempo ao outro, em Semana Missionária e em Ponte, visitámos, durante a tarde, diferentes instituições do concelho de Cascais, dando um pouco de nós a crianças, idosos, reclusos e pessoas com deficiência. Foi com estes no coração que todos nos reunimos na Igreja da Misericórdia para uma oração de Taizé que, mais uma vez, nos mostrou a luz do Senhor, iluminando o nosso caminho na descoberta da Sua alegria.
No domingo, foi dada voz à Coordenação Nacional dos JSF que apresentou o movimento como a chave para que os jovens abrissem o coração e caminhassem na missão, lançando atividades e novidades para o próximo ano. Seguiram-se os testemunhos missionários de Mariana Belchior Pimenta, dos Leigos para o Desenvolvimento, e de Anthony do Nascimento, dos Jovens Sem Fronteiras. Falaram de arriscar na missão e de abrir o coração ao serviço do Senhor, mostrando que poderemos não conseguir mudar o mundo, mas, enquanto jovens Cristãos, não tentar não é opção.
O encontro culminou com a Eucaristia, presidida pelo Bispo Auxiliar da Diocese de Lisboa, D. Joaquim Mendes, e marcada pela presença do Provincial dos Espiritanos, Pe. Tony Neves, entre outros padres da congregação. Celebrada com cânticos escolhidos pelo grupo Ponte e pelo grupo JSF dos Navegadores, o espírito africano marcou esta celebração que tocou a todos pela alegria, fazendo o nosso coração palpitar mais forte sedento de missão. Ainda durante a Eucaristia, foi feito o envio missionário do Miguel Campos, JSF de Carvalhal que partirá em breve para Moçambique.
De coração a transbordar de alegria e dispostos a abri-lo ao Senhor e ao próximo, partimos para as nossas paróquias com a missão de levarmos outros a também abrirem o seu coração e se alegrarem no Senhor. Que todos nós Cristãos sejamos capazes de arriscar e abrir o nosso coração para assim conhecermos a essência de Deus e a alegria da Sua palavra.

Ana Rita Queirós e Cristina Fontes, JSF Fiães